< HOME >
 
BY GURUPÉDIA: DIRETÓRIO DE OBRAS ESOTÉRICAS
 
NASCÍDIO O PRIMEIRO DICIONÁRIO DA LÍNGUA ATLANTE - WILSON MARCELINO FILHO
 

A NAITUM E SUA LUTA CONTRA O ARMAGEDOM USANDO O NOTROGEDOM

INTRODUÇÃO

        Você que está querendo tornar-se um Sanareus e deixar de ser um logikói, e que já começou pouco a pouco a tingir o seu Samarei (despertar), venha até o presente texto, para saber alguma coisa referente a Natum, a linguagem perdida dos atlântes e qual sua relação com o oráculo flor de Lótus.

       O objetivo principal desta linguagem pronunciada pelo Tecuri é no sentido de criar Notrogedon (o fabuloso antídoto do Armagedom).

       Procure portanto, sempre que possível descortinar o seu universo espiritual, porque ele é o único capaz de conduzí-lo a Enxehel, a fé no Imeroni o filho bendito do Monandum.

                          

 Papa Tecon

                                                                                   Tercuri

                

 

                                          NAITUM

         No reino perdido da Atlântida, aonde haviam imponentes cadeias de montanhas, planícies luxuriantes, onde proliferam todas as espécies de animais, incluindo elefantes, e exuberantes jardins onde os frutos eram ¨belos e prodigiosos e em número infinito¨.

Abundavam os metais preciosos, especialmente o mais apreciado pelos antigos, o fabuloso e iridescente oricalco, uma liga de cobre – possivelmente latão.

         Neste belo reino moravam os Atlântes, habitantes estes que viviam sob a égide de Zaô, Deus dos mares, conhecido dos gregos como Netuno.

         Zaô povoou a linda ilha com seus descendentes, uma raça nobre e protegida pelos deuses. Os dez reis da Atlântida, embora imensamente ricos e poderosos, governavam com sabedoria o enorme império que construíram.

          Inumeras gerações de habitantes da Atlântida viveram em paz regida por um sistema de leis que lhes foram transmitidas por Zaô, e cuja equidade suscitavam admiração universal.       1   - Primeiro Dicionário da  Língua Atlante

       Em determinado momento porém, a sociedade da Atlântida entrou em decadência. O povo começou a dotar os falsos deuses da riqueza, do ócio e da luxúria. Quando a centelha divina começou a extinguir-se, freqüentemente enfraquecida ante a matéria mortal, e a natureza humana tomou o lugar preponderante, então os habitantes da Atlântida, incapazes de arrostarem com o seu destino, comportaram-se indecorosamente e, para quem tinha olhos para ver, ficaram progressivamente privados dos mais belo dos seus preciosos dons; porém, face a aqueles que não tinham olhos para ver a felicidade autenticam, surgiram gloriosos e felizes no momento preciso em que a avareza e o poder iníquo os dominavam.

         Foi durante essa época de corrupção que os habitantes da Atlântida se lançaram numa guerra para a conquista do mundo, enviando poderosas frotas contra as outras ilhas e escravizando as populações das colônias estabelecidas nas costa do mediterrâneo.

        Porém a crença genuína da Atlântida começou a ser traída, assim sobreveio terremotos violentos e inundações; e num dia e numa noite de infortúnio apenas... a ilha de Atlântida desapareceu nas profundezas do oceano.

       Todavia os dez reis da Atlântida quando sentiam a fuga da espiritualidade pelo avanço desesperado da iniqüidade, reuniram-se e como eram detentores de um poder extraordinário, passaram a fazer orações para o Omarel  (o mundo das essências) e com isto conseguiram que os Oens formassem um novo mundo germinal no mundo entérico. Este novo mundo porém foi construído somente com orações,formadas de palavras que continham em si mesmas vida e luz. Sendo assim construíram apenas com raios, forças e energias um ovo cósmico invisível. Este ovo foi projetado no interior das camadas invisíveis do universo, e dentro dele ficaram  aprisionados palavras luz que uma vez  pronunciadas por seres humanos,   teriam o poder de ir paulatinamente desencantando-se do interior do ovo cósmico, um novo mundo, e na sua espiritualidade aos homens, salvando-os do apocalipse que para eles estaria reservado.

Essas palavras mágicas formavam uma linguagem, a Naitum.

        Graças a sua incrível espiritualidade Thot, conseguiu penetrar no (Omarel) e acabou descobrindo este ovo cósmico dos Atlântes, e por seu meio construiu pirâmides energéticas.

Por intermédio de sua descoberta tomou várias formas diferentes civilizando o mundo por onde passou com sua substância.

      Sua forma mais moderna é Tercuri, cujo objetivo é preparar os seres humanos para entrarem  em  vibração com “Efraoz, o lugar da perfeira vibração”.”O mundo germinal  aonde estão energias capazes de fazer o homem entrar na Brefel Tequar, a era de aquário, sem ser destruído pelo cataclisma.”

      As palavras de Naitum, pronunciadas pelos humanos, vão pouco a pouco tornado-os Zoerrás, ou bem-aventurados. Suas orações e demais sacrifícios espirituais formam o Notron    ( substância energética invisível) que formará o Notrogedon, capa invisível, como campo de força que impedirá o Armagedon .

2   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante.

              Todavia o Notrogedon  para se formar necessita do Notron de milhares de pessoas. Ele forma-se  sobretudo através da Entroc (corrente espiritual).

             Portanto todos aqueles que querem salvar o planeta devem faroneiar  (pronunciar as palavras do Naitum), pois a palavra da Naitum  é  exprimitudo, porém falada vira farom. A união de dois ou mais farona  cria  notrons.

           Torna-se um zoerrá, pronunciando a Naitun, fazendo suas orações e demais sacrifícios espirituais, para que possamos despertar o mundo germinal dos Atlântes, do interior do ovo cósmico e assim trazer para a terra uma nova espiritualidade com a qual conseguiremos fazer a Brefel Tequar.

 

                                                                                                                                                      Tercuri

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

         

3   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                A

 

abetiles - contador

abêto - número

abi –bolacha

abibás  - cratera

abité - bonita

ablefin  - coisas

abói  - besta

aboicante – contemplação morta

abru - achar 

acafai - súplica

acali  caracol

acrei - atento

acartim - acrescentar

ace - ética

achoque - coxa

acífes - classificadas

acil - canal

acimpe - impaciência

acireva - retórica

acisom - mosca

acofa - provoca

acompol  - possível

4   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

acórbai - atenção

acorbe - braço

acozen - espaço

acneu – nunca

acredi - nota

acuta - redução

acza - nunca

adara - gradação

adaril  - pluralidade

adelef - felicidade

adér - desconhecer

adéra - honra

aderei - verdade

adesin - político

adeson - pedaço

adeza - duração

adi - da

adibéli - liberalidade

adicol - velocidade

adijo - jogado

adilan - nacionalidade

adinutre - unidade

adirel - alteridade

adiril  - a vibração perfeita

aditum - maturidade

adiesér – imóvel

5  - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

admut - não um

adreu - esquerda

adric - padrinho

adrôdo - quadro

aduava -saúda

adum - mudança

adumbás - afunda

adumol  - mudança

aduzôra - curiosidade

aêpo  - espaço

afiana  - ninfa

afican - satisfaça

afo - cauda

afradi - totalmente

agaga - palavra rompedora

agapor - propaga

agenorei - seiva oculta da natureza, força vital do Universo

agiva - figura

aglir - palavra que começa e termina com consoante

ago - já

agrape - praga

agrote - retrógrado

aguetus - português

agutra - pergunta

ahel - linha

aiam - deusa da chuva

6   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

aiefai – feia

aigera – região

aihoiní – alegria de logikói

aíja – região

aimafo – social

aitedas – domésticas

aiva – via

aivum – vias

ajava – janela

ajua– coruja

alapôvo – palhaço

alberofon – rolando-se

alemica – semelhança

aleva – velha

alifan – elefante

aliva – vela

almeikis – espírito de riqueza

aloso – sola

alple – plano

altária sírio – a que celebra

aluléu – inexplicável

alunioni  - maldade

aluro – azul

alzema – cinza

amasta – esposa

amemi – homenagem

7   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

ameque – camisinha (preservativo)

amestel – vontade

ametan – casamento

amicadar – encaminhar

amidripe – pirâmide

amili – tomaste

amirgal – lágrima

amirpa – prima

amirvel – primavera

amoa – aroma

amôxe – tomada (interruptor)

amuco – fumaça

anândalas – danadas

anazo – Deusa da coluna esquerda

andicar – caminhar

anedro – ordenado

anfisbena – Brobago

angrei – sol alado

anic – piscina

aniclede – declinação

anigava – vagina

anigre – peregrinação

anilec – pareceu

anileu – levantar

anini – vício

8   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

anir – água

anjal – laranja

ankisia – sacerdotisa

anocin – cocana

anofe – sinfonia

anoza – zona

ansfor – tornar-se

anulizi – chama

aôpo – pão

aôr – urano

aoz – belo

aozim – embelezamento

aozuda – torna bonita

apaso – coordenador

apeto – tapa

apier – guia

apilete – participação

áplato – antônimo

aplema – culpa

apore – desimportante

apoti – comparei

apozin – zenite

apreca – deprava

araclede – declara

arbino – sombra

arbos – brasão

9   - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

arcute – crápulas

aredo – dentro

arei – acordar

arepem – temperança

arfi – safira

arfil – infração

arfite – revolta

argoni – biografia

aribo – profunda

arifela – fileira

arili – espirais

arinco – dentro

aripo – ímpar

aripon – aspirar

arlec – cara

arpat – prata

arpo – prato

artol – advir

aru – usar

aruso – querubim

asapi – acusar

asedo – desta

asibe – bisão

asida – saída

asiko – desnecessário

assicor – procissão

10 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

assor – grossa

asuopa – pousada

atalopa – Platão

atamen – casamento

atarol – sensação

atebo – pássaro

atéboras – mulheres-pássaros

atecam – destaque

atéfro – raciocínio

atel – violeta

atêmos – convênio

atenalpa – planeta

ateso – estanho

atibeu – subitamente

atici – passar

atija – agitador

atil – prato

ationi – ação

atiprar – praticar

atizo – direita

atliar – soltar

atocam – derrota

atoga – gota

atogem – esgotamento

atomir – imitar

atral – ato cultural

11 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

atrawir – refurtada

átrica – kósmica

atrusa – estreita

aurato – que conhece bem o Naitum

aurarim – sabedoria divina

ausba – comunidade

autec – quais

avadói – doravante

avan – por

avazei – queimar

avazoér – porventura

averoê – vergonha

aveu – resolveu

avre – chá

avorpe – prova

avugede – chuva

avuzo – maravilhado

axi – ora

axodró – rei

azan – mas

azea – antes

azerbo – pobreza

azebri – anterior

aziko – desnecessário

azimom – miséria

azoante – desordenado

12 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

azudi – discussão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

13 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                    B

bacauzo - derrotado

bactiva  - símbolo  da fartóci – símbolo da abundância

bafó  - ali

baifé - demônio vingador

báiver - o jovem eleito

balerp - olho

balerpante - assistência

bamir - embate

bamum - penumbra

banja – bandeja

banvalo – o nascer do sol, aurora

barálo – círculo

barancote – descarrego

barcam – fatalidade

bardi – prêmio

barliw -  silêncio

bartara – roda

barzir – fazer nascer

basier – geração

batru – fogo

beoc  - cobre

befin – diferença

benéfi – escravo

14 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

bér – que

berade -  quebra

berêbo -  padroeiro

bernico -  demoninho

berô -  alô

bertre – que

betam – até

betam gôlo – até logo

betam somo – até mais

betavim – estabelece

bevo -  sílaba

bicra – cobra

bilbi – dele

bilide – debilidade

bilin – imobilidade

binbin – ticotico

bir – tal

birito – labirinto

bishu – novamente

bisto – sabiá

bitec – bonito

bivoefro – penitência

biziu – assobio

blipo – público

bodáier – domador

15 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

bofir – aprender

 Bogói – anjo da terra

bolico – louco

bomuc – chumbo

bonei – sonho

bór – é

boréis – astrólogos

borevo -  verbo

borimi – logos

borubo – barulhento

bortéco – verbo

botel – obtive

bovin – cílio

bovrim – logos solar

bracal – abraço

bratér – dançar

brefel – era

bricepe – te, tal

briffe -  supremo

brilhor – luz

 brilhorum – luminoso

brimavum – embriaguês

briméri -  primeiro

brimim – partir

brinirim – imagem

brinel – antecedente

16 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

briquil – equilibrio

brirei –  filho

britlige – presságio

brôco – ombro

brocôr – licor dos deuses

broseu – tenebroso

brur – cor

buáta – tábua

budrom – comedores de merda

bulaca – chão

burin – ajunto

busardo – absurdo

busdo – substantivo

bustafa – burrice

buto – calado

buzi -  ao

buzum -  ônibus

 

 

 

 

 

 

 

 

17 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                           C

Cabute -  alteração

Caçor -  raça

Cacrir -  sacrificar

Caditór -  aplicar

Cafissa -  classificação

Caila -  mudou

Camafeu -  afeição

Caméu -  radical

Camunar -  chamar

Camusir -  música

Canandere -  nação

Caneleu -  melancólico

Caneu -  noção

Capano -  aquele que come capim pela raiz

Carbote -  discursivo

Cardire – predicado

Carél -  réplica

Carópe -  porção

Cárquia -  atração

Cartime -  troçarem

Caruti -  identidade

Carzeu -  abarca

Cas -  teu

18 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

Caspe -  faca

Catecane -  catecismo

Catora -  rotação

Cavin -  nova

Cavu -  leva

Celbas -  coisas

Celidum -  glória

Cemôso -  sobrancelhas

Cercantum -  objeto vindo de uma idéia

Ceremir -  merecer

Cerôvos -  encarcerados

Certal -  expressão

Cexéu -  excepcional

chabula bruxa 

chaconí -  chacra

cheba -  enchente

chena -  bochecha

chicrin -  travessão

choíte -  fechadura

chonar – rancho

churar -  puxar

ciabua -  carncia

ciazon -  mosaico

cicemir de riê -  epopéia dos imortais

ciden -  prudência

19 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

cidon -  decidido

cimadol -  domicilio

cinora -  pronúncia

cioneu -  início

cióti -  brincalhão

ciran -  xícara

circufro -  criador da forma

citacór -  fleumático

citópi -  condução de Tercuri

clideca -  declinação

cobertim -  céu

cobi -  peço

cocir -  topázio

cocran -  marco

cod -  ausência

codas -  desgraça

codeso -  desconsertante

codicum -  indução

coeta -  preocupado

coído -  lado

colum -  rico

conierrá -  conversão

corintar -  refletir

coséri -  exotérico

cósporo -  horóscopo

cotivel -  fantástico

20 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

cotrol -  rejeição

cotrons -  tronos

couli -  louco

covezi -  conveniente

crater -  corpóreo

crebeu -  privar

cune -  porque

cuplo -  pouco

curido -  discurso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

21 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                             D

daco -  pardal

dadila -  qualidade

dagoni -  organização

daibás -  paixão

daibo -  diante

Daishá -  Deus

Daishuá -  Deusa

dajeu -  ajuda

daletada -  fechada

daletar -  fechar

damerite -  temeridade

danda -  ainda

danacane -  vereador

danina -  gelado

danuk -  kundalini

dapia -  piada

dara -  maneira

daranta -  cansada

darape - separada

darene - entrada

daru -  modo

dáspuris -  graças

dazim -  finalidade

22 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

dêbaro -  posição reflexa

debéia -  obedecer

debur -  onde

decandi -  ciência

decantol -  educação

deciosór -  luxúria

decoma -  escada

decus -  escudeiro

deformê -  visão deformada da realidade

deibin -  perder

deica -  perder

deipono -  adepto

deivar -  peidar

deivo -  flato

delire -  energizador da forma

deloé -  vencedor

denolosta -  gula

deope -  depois

depólita -  contra-política

depranta -  presidente

derca -  sede

deremoc -  compreender

derôva -  posição direcionada

dersol -  possante

dervara -  conversa

desaman - desunião

23 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

dêsco -  amanhã

descobrór -  esquecimento

descocérim -  futuro

deser -  sem

desestel -  não vontade

desgadum -  diabo

desgamen -  pecado

desgutre -  diabinho

desinire -  confirmação, crisma

despetu -  acordar

despôtro -  aberto

desto -  passo

destôso -  passante

desverói -  ostentação

detér -  perpétuo

detôbo -  tubarão

dezade -  tempo

dezanir -  tempestade

deze -  seda

dezerím -  desdem

dezu - cada

Diamri -  Deusa da noite

dibedol -  obediência

dibol - libido

Dielzoã -  Deusa do dia

digotan -  obediência

24 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

dilharim -  sono

dilone -  fedor

dim -  eis

dimal – medida

dimono -  remédio

din -  na

dipalon -  noivado

dirac – cardinal

dífalo -  diz que faz mas não faz

diramo -  marido

diratol -  preferido

ditevo -  periodicidade

diúlio -  fluído

diveno -  diz que vem mas não vem

diviro -  açucareiro

dizan -  ainda

dizenir -  confessar

 doavo -  alienado

dob -  so

dodêros -  convidados

dogese -  pena

doginer -  significado

dolti -  lindo

domul - método

donéfro – doutrina

dopuc -  ocupados

25 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

dorassus -  assustadora

dorivau – escuridão

dorrero -  errado

dotazu -  estudo

dotezan -  estado

dotir -  estudar

doven -  quando

doveno -  vencido

dragás -  sagrado

dragene -  engendrado

drakavon – palácio de  Efraoz

detro – gota

drovan -  vidro

dru -  do

drua – desta

dubo – dedo

ducapror -  reprodução

dudur -  muito

dulijar -  adultério

 

 

 

 

 

 

 

26 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                            E

ebasa -  base

eboli -  homem

ebrôcho – cachorro

ebrorelo -  cérebro

ec -  decomposto

ecafa -  face

ecale – alcance

ecantóz -  alcance

ecassitan -  necessitava

ecava -  laceres

ecanhar -  crer

econho -  creio

ecua -  cueca

edafa - fada

edadil -  humildade

edalu -  faculdade

edaneu -  decadência

edarauac -  variedades

edato -  cada

edififa -  fadinha

edilu -  perdedor

edóca -  canela

edró -  vós

27 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

ef -  feliz

efêdo -  defeito

efomo -  diferir

éfra -  idéia

efrezól -  sofrer

efralar -  libertar

efrali -  liberdade            

efraoz -  reino da perfeita vibração

efrônes -  enfermos

efronis – dragões do fogo astral

egódi -  alegria de sanaréus

egola -  alegoria

egôrto -  morcego

égotrar -  saúde

egrégore -  condensação de forças magnéticas e psíquicas

eguito -  consegui

ehu -  nós

ei -  dentro da alma

eidecan -  consciência

eief -  ditoso

eijus - imanente

eik-orge -  ônix negro

eilim -  além

eiloca -  vaca

eit -  dentro

eitofal -  de dentro para fora

28 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

eitraf -  energia

ejida -  adjetivo

ejol -  joelho

ejuso -  sujeito

ekareu -  eureka

elaba -  baleia

elal -  detalhe

elariju -  eu não sou

elef -  infeliz

elodin – doce

elório -  glossário

elsum - deles

emagese - castigo

emágias -  algemas

emagui - julgamento

embiri -  raciocínio

embro -  sobre

emi -  sub

emisari -  sublunar

emisco -  crescimento

 emocrer -  recomeçar

emofa -  fome

empôdras -  penadas

en -  conforme o justo

enamesanos -  ensinamentos

endurido -  endurecido

29 –Primeiro Dicionário da Língua Atlante

enebrire -  gênese

enedo -  acenderás

enênlia -  excelência

enero -  gênero

enezo -  rente

engon -  identidade

enirin -  sapeca

enope -  pneu

enrreirá -  Astra

lentêmio -  conselho

ento -  juízo

entreone -  permissão

entropei -  penso que sei mas não sei

enxehel -  fé

enxola -  atormenta

epavir – apertar

epébio -  homem

epcbás - dharma, ascendente

epekói -  missão

epíula -  calíope

epivo – apetite

epodir -  romper

epokis -  profeta

epôco -  chapéu

equara -  fraqueza

equel -  qualquer

30 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

eradumer -  arrepender

erbar -  beber

erbim -  extremo

ercado -  crer no Moter

ercane -  crença

erdai -  metal

erecar -  crescer

erei -  rio do esquecimento

eremes -  desprovidos

erfo -  trem

erfói -  sofre

erim -  saber

eripe -  perecível

erisan -  serena

eriarute -  sobrenatural

ermeca -  prestaste

eromor -  comer

eroqueu -  gênero

erôza -  coerência

erpinte -  intérprete

ertrante -  ventre

erzipe -  precise

êrzo -  preso

eseco -  composto

esiva -  série

esives -  desses

31 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

espuso -  filho legítimo de um astro

estel -  ponte

 etabe -  limite

etabo -  patente

etágre -  resgate

etái -  antes

etálito -  satélite

etange -  gigante

etanvi -  leito

eteba -  cometeram

etefrói – vocação

etegil -  sensível

etegrevo – convergente

etelpo -  pentelho

etibir – abstêmio

etif -  noite

etifu -  frente

etistel -  sistema

etimor -  durante

etobir -  beber

etofe -  só

etoxe -  exotérico

etrap -  porção de um todo, corpo

etrás -  seguir

etrósa -  sorte

etruge -  fruste

32 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

eubaze -  saber

eudas -  sequência

eumrina -  a que sabia

evans -  suave

evi -  no

evomo -  móvel

evopi -  coletivo

evórbe -  proveniente

exclurei -  pensamento

exprimitudo -  verbo

exterlani -  entre um sinal e outro

ezíe - análise

ezipél - elipse

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

33 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                               F

facídi -  bandido

fali -  vez

fantrice -  mágica das estrelas

fântro -  magia

faril -  girafa

farjal – café

fartóci -  abundância

farusos – serafins

fasiu -  desafio

favino -  diz que vem e acaba vindo

fecon -  confluência

fegela -  porta

fegorei -  guardião (divindade)

fehel -  matar

feled – definível

felumo -  extrema  unção

feór -  terra (elemento)

ferdoc -  decifrei

ferum – relâmpago

fesin -  sofá

fesmo -  diz que faz e faz mesmo

fetebo -  gato

fetel -  carvalho

34 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

feza – cada

fezór -  esforçar

fidreno -  pérfido

figem -  aprender de logikói

filmon -  difícil

finec -  realização

fineroni -  horóscopo

fite -  dor

fizóe -  obrigado (agradecimento)

fizol - milagre

flocale – defloração

flúribal -  repouso

fobo -  por

foifo – garfo

folec -  manter

fon -  se

fotrim -  triunfo

fradiza -  toda

fradotés -  todos

framuga -  história achada

fraspa -  canção

fraspel - música

 frembado riqueza

frembás -  anjo do dinheiro

frembazir -  dinheiro

35 – primeiro Dicionário da Língua Atlante

Frida nion -  reino desconhecido

frolar -  defecar

frôlo -  cocô

funpur -  shampoo

fur -  em

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

36 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                G

gabau -  órgão

gagefana -  lógica de outros mundos

galaméia -  elegância

galôdo - salgado

galomeu -  maligno

gaméia -  manteiga

gangarfa -  fragrância

ganumba -  bunda

gapureu -  purgatório

garfói -  época

garle -  leão

garom -  soberbo

garuja -  laranja

garvapo -  animal que devora tudo

gau -  eis

gazie -  longe

ge -  antes

gecar  - lugar

gedun -  visão

gênif -  sangue

gentor -  juízo

genuda -  torna justo

37 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

gér -  foi

geran -  fonte

geribela -  nenê (feminino)

gerimena -  menina

gerrar -  ouvir

gertra -  matriz

gertrata - mãe

giledir -  julga

gílica - vigília

gilocleu -  elogio

ginema  -  estratagema

ginoc – contigo

ginola -  analogia

giréfos -  regidos

giterôpo -  protegido

givane -  higiênico

givolta -  ignição

givus -  surgiu

gixana -  emergência

glocerus -  Majestade Divina

glorei -  essência

glusa -  filha adotiva de Sari

gigina -  vergonhosa

goir -  incômodo

golan -  dialética

38 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

golante -  diálogo discursivo

golmum -  ego

gonelo - pernilongo

gópalo -  perigo

gópuli -  negócio

gormito -  criação

gótipa -  Pitágoras

goventos  -  financiador

grateu - integral

gratom -  órgão

gratôro -  ortografia

grávulos -  divulgadores

gresau -  desagregante

guabom -  biguá

guacér -  degenerar

guarim -  rio

gucól -  amargura

guetado -  entregue

guíne -  seguinte

guisanon -  sanguineo

gumbér -  perguntar

gunar -  algum

gural -  irregular

guvobe -  mergulhar

 

39 – primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                 H

hacerus -  alma + corpo + espírito

hakiskré - anjo da luz

hamucel -  instruído

heitême - espírito

hélbri -  querer

helobar -  lutar

helôsa -  cólera

hezálo -  formoso

horin -  caminho

hu - eu

hua – ela

huléli -  retorno aos donos

hupa -  mim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

40 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                             I

ianúreos -  identidade de  ar

iás -  as

ibatrus -  identidade de fogo

ibiones -  lábios

ibiu -  rubi

iblepral -  redemoinho

icampe -  paciência

ico -  ser, glorei

icote - trinco (maçaneta)

idacmut -  soberbo

idactar -  adição

idalane -  maldição

idatér -  unção

ideco  - identidade de ação

idede -  identidade de idéias

ideno – aonde

idepo -  pedido

idim -  sede

idol -  instinto

idove -  condição

iebato -  bendito

iefe -  feio

41 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

iefoc -  feios

ier -  sol nascente

ier dos ier – incorruptível

iereli -  caminho da onipotência

ierrá -  bem

ierradim -  benfeitoria

iesime -  benvindo

if -  tudo

ifurdan – chafurdado

igarfa -  transgride

igavir -  castigar

igazo -  órgão

igede -  dignidade

ijef -  feijão

ijobe -  beijo

ikaluhu -  daquele

ilafa -  falta

ilate – toalha

ilire – anjo da piedade

ilitér -  retilíneo

ilupél -  qualidade

iluse -  e

imaca -  em cima

imajo -  jamais

ime -  supra

42 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

imedron -  beberagem

imelerum -  saudade

imeraguto -  argumento

imerar -  atingir

imeroni -  o sol interior

imeto -  empatar

imobuso -  submisso

inafe -  fina

inaseu -  princípio

inctir -  escrever exprimitudo

indecandi -  impaciência

ineloquór -  eloquência

inevel -  mensagem

inhara -  aranha

inica -  punho

inide -  declínio

inime -  i

inipartinte -  idéia

inire -  impiedade

inirim -  beatitude

initol -  infinito

inobratar -  inflamar

inodasi -  desgraça

inohel -  confiança

inorer -  responder

43 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

inper -  devo

inpertri -  decreto

insprimitudo -  inspiração

insucábri -  sombra

intifel -  filósofo

intin -  amigo

intige – sábio

intumi -  vestido

inuta -  carne

io -  consagrado

iov -  isto

iperanés -  esperança

iperel -  imperecível

ipon -  pato

irás -  rainha do céu, esposa de Riô

irba -  perdição

irbrame -  sacerdote

irefano -  ferido

iresda -  série

ireto – terneiro

irgifô – presente

irin -  junto

irinuson -  união

irinuzin – unânime

irípula -  purificação

44 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

irmibôbe -  burrice

irode -  período

irotái -  oratória

irretóles -  identidade de ar

iratace – tremor

irto -  trigo

is -  perdido

isak -  sol poente- zoã

isél -  possível

isetena -  consistente

isfite -  passado

isop -  posição

ispe -  pescoço

iste -  tese

itadir -  visitar

ítafo  - fadiga

italum - multiplicar

itar - porção

itêca -  ética

itilôpa -  política

itôflos -  aflitos

itói -  crisólito

ituja -  constitui

itujo -  justapõe os fatos

ituni -  inconsútil

45 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

iuka - aqui

iura -  arqui

iuzi -  coloquei

ividar -  dividir

ividin -  individualidade

ivorir -  viver

ivucar -  mijar

ixôrto -  próximo

iziu -  caia

izuta -  silhueta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

46 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                              J

jabu – bujão

jaderei -  verdadeiro

jadote -  engajado

jal -  ir

jancros -  arcanjos

jazrrei -  despertador da forma

jeli -  veio

jélu -  jaspe

jer -  ser verbo

jesba -  adjetivo

jia rôtra -  beija-flor

jodel -  cujo

joherei -  hoje

jonca -  conjunto

joquêdo -  queijo

jore -  inteligência

joreno -  inteligente

jubim -  foram

jubro – tosse

jula -  ultraje

junívas -  injúria

jusbór -  ontológico

jusbran -  estar

47 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

justibri -  ser (ente)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

48 – Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                              K

kalu -  la

kaluhu -  aquele

karcí -  clemência

kêrto -  inútil

kieê -  ódio

kimór -  moral

kisbri – apóstolo

kói -  de

korgikói -  profano

korjaca – profanação

kroza -  tortura

kitam -  nous

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 49 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                             L

labér – calar

labrin -  relação

labunís – perfeição

labuton – natural

ladislói – mandala

laguê -  alguém

laja -  vem

lajôlo -  relógio

lamém -  mental

lampérf -  perfume

lani -  sinal

lanja – sílaba

lantéu -  fundamental

lapal -  opala

lapan -  palma

laprin -  pardal

larade – nioge do ar

larebil -  liberal

larêgo -  geralmente

laremesalda -  esmeralda

larís -  também

larta -  letra

lasine -  assaltem

50 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

lasti -  matéria

latéia - estala

latif -  alta

lativo -  vital

latôto -  talhe

latus - racional

lavac -  cavalheiro

lavol -  pérola

lazêno -  sinal da ezon

lecanto -  piano

leci -  bom, boa

lecrur -  cruel

leidon -  obséquio

lêla-  orelha

lelí -  bondade

lenaip -  pineal

leôlo -  óleo

lepan -  apelo

 lepôpo -  papel higiênico

leporar -  rir

lepôtro -  temor

lerpe -  sobrancelha

levale – vela

levatum -  imutável

levon -  selo

51 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

levôto -  cotovelo

lhórbris -  segundo

licona – galinha

lico -  temperado

lidóqua -  qualidade

lidote – difícil

lifo -  fácil

limália  - família

limór -  estender

lingraten -  democracia pura

liota -  Clio

liótis -  subsistência

lipe -  útil

lirbo – Brasil

lirevir -  acrescer

liriva -  aumenta

litânia -  Itália

lodidári -  busca a Aderei

lodinoni – filodòxo

lodinósci -  que ama a sabedoria

 lodiretra -  ama o corpo

lodivar -  resolver

lodixéco – filodoxos

lodizaque – ama a riqueza

lofar -  compreender

52 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

logikói -  vítima da forma sem razão

logizul  - trevas

lói -  lhe

loíto -  miolo

lonen -  lençol

lór -  substância

lorei -  viver em substância

lorpac -  capturar

lorte -  mil

 lós -  alma

loskói -  mistura

losma -  vontade de fazer lôspa

lôspa -  caridade

lotér - desportista

lou -  e

limares -  operações do corpo

lumari -  aguilhão de fogo

lumos -  simultaneamente

lutrol -  escultura

 

 

 

 

 

53 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                             M

mabelar -  conspirar

macati – gramática

macêzo -  feliz

 madisga -  almoço

mafipe -  dolorosa

mafo -  fim

magriva -  virgem

maguno -  dogma

maigran -  grande

maigrin -  grandeza

maíte - última

maja -  alguma

mandiolo – diamante

marbac -  doença

mardo -  seco

mardór -  impiedosa

maromar -  anjo da música

matier -  profetiza

masbolo  -masturbar

matedi -  detestam

mauele – grama

maval povo

mavêro -  quero-quero

54 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

mavo -  campo

meb – e

mebam – embora

mecal -  sentimento

mecetram -  paixão

macerus -  amor

mécoa  - exame

meciós - avareza

mecopa -  despacho

mecopar -  recomendar

megaba – bobagem

megrum -  origem

melmére -  redimente

menau -  nem

menaro -  ornamento

mentôvo -  mandamento

marcafér -  vendedor

merceluz -  misericordioso

mercerei -  necessidade

merê -  menino inteligente

meron -  novamente

merôvo -  temor

mesanar -  ensinar

meséo -  sentimento

mesif -  plantar

mesmol -  continuísmo

55 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

mesóki -  somente

metikói -  metido a logikói

metona -  tesoura

metrato – meditação

midote -  diminutivo

mifa -  formiga

milter -  olho dos mistérios

miodo – amendoim

miquehel -  Anjo da justiça

miquiráia -  alquimia

míre -  junto

miriad - estimulador

mison – assim

mitrador -  colheita

mizôro -  mundo

mizum -  avião

moan -  amo (senhor)

mocér -  descobrir

mocmut -  sim um

mocobér -  amor celestial

mocrase -  sacramento

modin – comungar

moi - sim

monfur -  imagem interna da alma

mopade -  padrão

mór -  em

56 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

morbum -  doença

morkêdo -  medo

mórki -  dever

motico -  gnomo da riqueza

mri -  grande sol do meio dia

mrilda – a conquistada

 mua -  minha

mubil -  sublime

mudeg -  perfeito

muglo -  algum

mulan -  aluno

mum -  meu

mumon -  comum

mundion -  mundo de Daishá

musagil -  trabalhador

mustur -  enviar

mut -  um

muto -  nem

muton -  primeiro

muve -  algum

 

 

 

 

 

 

57 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                               N

nacateu -  estacionário

nacedeu -  gênese

nascídio – dicionário

nadorur -  inundar

nafun -  cabelo

nagidon -  designado

nai -  comunicação

nait – língua

naitum -  linguagem dos Atlantes

naitur -  anjos

nakarbe – desencarnar

namartan – mantra

namôce - romance

nandi -  favorável

nanrruo -  triângulo

napoprin -  irmão

nar – força

narepa -  perna

narica – irmã

narinte – girante

narjon – jornal

narmol – harmonia

nartim -  trânsito

58 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

nártula -  notícia ruim

natei -  então

natricon -  contrariedade

nauvi -  quanto?

natrin -  inércia

nebeto -  desistência

necila – licença

necopa -  concerne

nedar -  retornar

nedei -  dente

nelmec -  prodígio

nelorana -  violência

nelzoã -  a luz da verdade

nemal - pacto

nemono -  momento

nér -  chamamento

nerpeste -  serpente

neséra – apresentação

nesit – isento

nesmo – consentimento

nesoc – cisne

nesto – ganso

nêteca – penitência

neterei – regente

netir – sentar

netôve – caminhada após refeição

59 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

nibo – vapor

nidoja – indigno

nien – assim

nilhete – fogo

nil – só

niméfis – feminino

nioge – anjo

niosti – armadura

nimbri – sob

nipeu – chopim

niprede – preconizar

nirata – mentira

nirem – marinha

nirose – sem valor

nirua – urânia

nistero – contra-objetivo

nitrefa – irreal

nix – não

nixiléci – palavrão

nizon – caminhão

nobrór – errante

nobarar – estrangeiro

nocar – restrito

noceldri – não sei

nocrate – conjetura

nofitálos – diálogos discursivos

60 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

nogezoé – inveja

nogido – digno

nogito – ignorante

noi – vento

nolátus – irracional

nonias – ignoto

nonier – ignorância

nonimos – animais

norbum – veneno

norlêto – ignora a naitum

norióla – ignorância

norráia – impotência

norrêto – perseguição

norvor – tronco

nosc – caminho

noscérim – sabedoria

nosciê – sapiência

noscíres – asas dos ragefis

nosonis – agdoada

nossá – caos

nous-hapt – sabedoria absoluta

nusi – ou

nusum – nosso

nuti – assunto

nuzum - ânus

 

61 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                              O

oasiba – prisão

obaide – edifício

obar – para

obarém – embora

obi – já

obirta – tribo

obiu – nu

obôti – ótimo

obrito – sozinho

obum – botão

oavu – nela

ocbás – branco

ocegeu – regaço

ocicar – racional

ocirei – colérico

ocômeda – diadema

ocrajed – sem chuva

ocrete – etérico

odala – rosa

odam – animado

odatin – subir

odibe – sólido

odirol – pedido

62 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

odivei – gemido

odureba – sobretudo

oelsum – com eles

ofaé – algo

ofagola – nada por fora

ofal – fora

ofalmut – fora do um

ofarin – gorus

osofe – fica

ofige – significar

ofiris – masculino

ofonêto – telefone

ofrivo – dádiva

ôfro – frio

ogala – lagoa

ogata – interroga

oginor – consigo

ohni – a grande lua

oime – meio

oipe – por

ojus – sujo

olebir – elocução

olém – conselho

oléri – amarelo

olhambe – banho

olido – sem cheiro

63 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

oliléia – aleluia

oló - aí

olobe – bolo

olube – título

oluê – você

olum – longo

om – ao lado

ombôxa – sufocada

omedeu – demônio

omerar – remover

omico – comigo

omil – último

omixa – próximo

omur – rumo

ona – um

onamo – ontem

oncu – esse

onécio – chinelo

onegan – gênero

onesco – veneno

onil – além

oniga – manteiga

onilájus – transcendente

onilecram – espada flamejante

oninos – imperial

onoúto – outono

64 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

onumetum – testemunho

onusum - conosco

onzi (suf. aumentativo)

onzo (sufixo diminutivo)

opamê -  ninguém

opan – obra

opazi – após

opefo – penoso

opeléia – melpômene

opi – após

opinire – ímpio

ôpo – copo

orabuli – banheiro

oraia – rosa

oramen – palavras de eco

orarrô – oração para Riô

orassá – oração para Sari

orati – tardar

oráza – oração

orazér – rezar

orcúpedo – sepulcro

oresete – tesouro

oréva – verão

orfer – ferro

orita – animais

oriz – torno

65 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

orobi – são

orói – dolorosa

oroma - invocação

orote – rinoceronte

orraco – carro

orrubo – automóvel

orteu – restrito

ortilco – cetro

ortomud – temperamento

orudin – diurno

óruo – dia

orvilum – livro

orzu – ano

osafo – falso

osalim – país

osego – excesso

osico – consigo

osirba – perdição

oso – amigo

osofel – filosófica

osorói – dolorosa

oste – nosso

osulina – ilusão

osvem – bosta

otacra – derrota

otaepa – nada por dentro

66 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

otafu – estupefato

otagens – neutros

otai – até

otamua – enquanto

otape – teto

otarec – retrato

ôte – teto

oteiro – objetivo

oterba – estupor

oter lacida – nota musical

otesa – prefixo

otico – contigo

otim – muito

otini – limitado

otispe – peito

otona – nada

otral – tanto

ovafe – favor

ovedrar – desenvolver

ovecan – revolução

ovibol – vocativo

ovidi – todavia

ovitiso – positivo

ovitru – ativo

ovuól – louvor

ovusum – convosco

67 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

oxar – sexo

oxebás – descendente

oxefrin – reflexo

oxife – fixo

oximbo – sufixo

oxires – respirar

ozate – certeza

ozeda – nenhum

ozeme – medo

ozir - agradável

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

68 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                             P

pabeu – após

paguar – guarda

paiconás – companhia

pamil – empatado

pamul – mapa

paníolos – companheiros

paníula – companheira

papáfro – colóquio divino

papeto – conversa de logikoi

paragante – pássaro da Atlantida

paratil – alimento

parsida – discrepa

partec – virtual

partum – alavanca

paruc – ocupado

pasi – sapo

patrulhante – intelecto

patrulhata – inteligência

patruva – intelecção

paumari – aguilhão de fogo

pazum – sapatão

pebílo – bípede

pecígio – egípcio

69 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

pecude - desculpe

pecváras – respectivas

pedam – despeito

pedramut – atingido

peixivos – explicativos

peleque – espelho

pelerei – soberania absoluta

pemeu – mesquinhez

penho – elemento

perevu – intermédio

perivébas – répteis

perodir – operar

perradar – arrepende

peruso – filho de um astro

pêrvos – tropeços

pesuli – pronome

petur – ruptura

peva – papel

pevel – leve

pexêr – experiência

pidocol – cúpidos

peiritar – legar

pirópe – propício

pitéia – caneta

plavum – voar

pocó – sopa

70 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

pocruto – porco

polto – oceano

pomir – chave

pordic – condição

poré – importante

porê – veiapor

pôto – propósito

posão – pavão

potato – potência em ato

potrór – abismo

potu – tampa

precér – permanecer

pribóis – deuses

pridal – teologia

pridé – abelha

princeni – lua

priwil – continência

prixêpo – contra exprimitudo

protejum – manto

prozér – desmpenhar

prunar – creme rinse

pumalheu – ampulheta

pumfur – loucura

puneke – pequena

puntolar – planar

purintes – asas iniciáticas

71 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

purolim – impoluto

purrote – corrupção

puva – disputa

puvini – interruptor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

72 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                            Q

qüaba – tranqüila

qualu – tornar-se, ter que

Quedái – anjo do intelecto

quir – esse

quisepos - pesquisa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

73 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                               R

rabéu – barba

rabizon – rezar

racalhar – descobrir

racar – arrancar

Racbás – César

racepe – hipótese

raco – calcanhar

racon – roncar

radelo – caderno

radino – rápido

radujar – ajudar

rafro – força

ragemut – âmago

ragobri – governo

ragobrir – governar

railér – potência

raiezó – nascimento

rainar – celebrar

raíque – pronunciada

ralepa – chorar

ralet – levianamente

ralhoca – caralho

ralmeton – contemplar

74 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

ralom - lar

raluz – estrela dos construtores

ramere – sacerdote

rameu – quente

ramoc – começar

ramur – levantar

randur – afundar

raonar – agitar

raoz – admirar

rap – partível

rapal – concepção

rapume – errante

raprer – partir

raredando – revelada

rarir – voz

rasser – sair

rasum – ursa

ratide –deitar

rauava – aura

raunar – contempla

raupo – guarda-roupa

ravane – varão

ravapo – pavor

ravedor – adorar

ravelbi – enterrar

75 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

Raz – Plutão

rázima - riqueza

razíro – rosário

reatamen – reencontro

rebasto – saber

rebeca – bola

rebor – comando

recebistal – terra

recnel –vencer

récrio – câncer

reda – advérbio

rodelo – verde

reder – falar

redôdo – o que ouve exprimitudo

redofar – transar

relurgo – portador do espírito

reiwil – cumprir

relíver – anel do descompromisso

remin – tior

réum – acerca

respur – perdão

retádie – vaidade

retér – desejo

retérbri – redenção

retevôlo – concupiscente

76 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

rétia – final

retior – mês

retól – ar

retólicos - silfos

retoir – arauto

retovê – caminho

retractam – corpo

retramus – incorpora

revare – haverá

revito - vermelho

ribar – servir

riber – dirigir

riê – eternidade

rigem – bom senso

 rigum – ungir

rikem – pregador

rinái – satélite

 rinca – entre

 ripo – par

ripôto – evangelho

ripusa – superior

riquerum – pregador

riroga – agora

ritema – mentira

riteve – vestir

ritlér -  abrir

77 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

ritocel – ambrosía

 ritorar – conquistar

rixiábe – baixo

rixibin – descer

robepar – dançar

robesno – corpo

rocadil – indicador

rocal – micro

roceis – cartas

rocif – estrela

rodel – fedor

rodro – ouro

rofae – hino

 rogeram – gerador

 roifas – aperfeiçoar

 rôite – autor

roliva – calor

rolive – norte

 ronal – valor

 ronte – hora

rotivália – vitória

rotoal – motor

rôtra – flor

rotrelif – noturno

rotumo – melhor

rotúo – outro

78- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 rotuze – colocar

rovato – vitorioso

 rovúo – louvor

 roza – arroz

rozeto – professor

ruban – silencioso

 rubir – usar

 rubremo – furor

rudan – novamente

rusanjo – arauto

rusege – anseio

rutái – anjo

rutífes – fúrias

ruva – luta

ruzan - turqueza 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

79 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                 S

sabi – gás

 sacatan – castanho

saceneu – mecenas

sacríspi – sacrifício

sageroc – agradecimento

sajeu – bastante

sakivo – nioge da água

salafe – falsa

salagou – habitado

salan – lança

salda – cristal

Sam – no coração

 samarei – despertar

san – trans

sanaréus – limpo, brilhante

sanitin – ensaio

sanshabal – benção

sapi – apenas

sapuva – esposa

sarfi- osofel – pedra filosofal

sarcuro – rascunho

sári – lua

sarim – entender

80 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

sartin – trás

 sásdi - ave (saudação)

sasin – necessário

sasuli – mestre

sasuzoé – magistratura

Sat – salve

sati – gostoso

satantlave – altar

saucam – causa

savinhar – conhecer

savote – vaso

saxife – fixo

sazino – insensato

seanfola – fantasia

sebir – testa

seclei– alcancei

seda – esta

sedreda – destruição

sedu – este

 selmo – mesmo

semalói – prêmio

 semáfas – plantas

 semanrrá – mensageiro da lei de Rá

semanirá – brasiléia

semantrei – soberania

seme – antes

81 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

sempo – pé

 sendolo - brasileiro

senir – antes

 senoc – conseqüente

sepone – pessoal

sepôva – pessoa

serep – semente

serepar – semear

sérier – inteligência divina

serkôro – deserto

sermopa – promessa

serocon – conselheiro

sérpip – presságio

setrivos – ditames

seva – pela

seviço – imenso

sevo – pelo

sezor – contar

shacel – morte

shadái – oferta

shovói – mostrar

si – pela

siapin – sapiência

siata – instância

sidizu – disposição

sidoc – disco

82 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 sifas – vãs

sige – desde

Simondo - Brasil

simpo – pênis

simus – ambos

 siodea – plena

siôdo – segundo

siona – depois

siope – poesia

 sipan – cisne

sipóe – pois

siporo – possível

sitana – fantasia

 sitrina – terpsicore

sivado – diversidade

smorel - cheque

sobalon – absoluto

socaívos – canos

socicra – artifício

socoja – consolação

 socojan – oclusão

sodos – atados

sofroke – preenchido

sokabum – veado

solam – desde

soleira – vivo

83 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

solhom – maravilhoso

 sonesfrin – mistério

sonfro – repleto

sonfrontin – plenitude

 sonier – o que descobre

sonitar – subtrais

sopi – acaso

soréus – versos

sorpes – impressos

sorur – mulher

sota – mão

sotabe – fecho

sotemon – mandamentos

sotro – rosto

sovi – vaso

sovile – espécie

sozu – ambos

 suama – musa

sucal – causal

sul – designa

sum – seu

sumahif – perceber

suprincer – o sucesso através do ser

surequim – consomem

sureu – nunca

surton – verbo santo

84 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

susapre – presunçosa

sutri - indústria

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

85 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                T

tabi – evitar

tabiró – órbita

 tabre – partir

tabrina – partida

taburte – portanto

tacear – chamar

tacedu – danceteria

tacir -  indeciso

tacedum – inimigo

tadéu – inferno

 tadi – diretor

 tadierê – não-sol

tadlia – indizível

tadrec – creme

tafira – indefinir

tagenta – injustiça

taicrau – receita iniciática

taído – receita

 taíste – antítese

taívo – ato

 taivum – ação

 taliz – ilha

 tamon – aumentativo

86 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 tamxe – fatos

tár – então

tarac – proclamação

 taraim – cascata

 tarbou – outra

tarca – atrção

taredi – torto

 targôs – amar

 tarim – trovão (sem chuva)

targinor – diminuído

taromar – busca do Samarei

tarraspaque – sapato

taruxes – fatos

tarvin – voto

tasac – casta

tasani – dinastia

tasubo – obstáculo

 tatás – prazer

tatesa – estátua

tauban – restaurante

tavil – invalidez

teblus – criança

tebocin – balsâmico

tebri – dom

 tecil – atenção

tecol – preço

87 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

tedôto – lei

teduste – herdaste

têfa – festa

 tefirones – dominações

tefra – real

tefrada – realidade

 tehoni – cabeça

teko – diante

tela – borboleta 

telesma – vontade

 telór – estar

tendir - arte

tenocar – acontecer

 tenove – suceder

 tentol – talento

tenzaf – artefeito

teotur – destino

tepaim – prepara-te

tequar – aquário

terbete – destruição

terés – servir

terlipa – reunião monandista

termri – santidade

 terôco – boi

terol – roteiro

 teromar – oriente

88 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 terovar – fenômeno

terrái – médico

terri – barriga

terziro – símbolo do Tercuri

tesafite – ungüento

 tesba – besteira

 tesel – leste

tetraber – quebrar

 tevorpar – aprovar

tevum – capote

texadrar – subir

texadron – suspendeu

texafite – elevador

 texebom – extensão

thedrér – aquele

tibri – parto

teibrim – sejam

ticaron – eucaristia

ticázo – enfeitiçado

tidái -  identidade

tiêlo – leite

tifel – assassino

 tigan – antiga

tikarto – adepto

tikartu - insight

tikro – minuto do pecado

89 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 tileu – multitude

tiltar – dar

timpes – espantar

 tindoro – invertido

tinet – voz escura

tinozol – consentimento

tinuzi – vivo

tinzar – revigorar

tirama – aritmética

tiran – ritmo

tireves – retirada

tiriveu – permitir

tiroca – mamica

 tiroste – envoltório

tírpia – eutérpe

tispa – osso

 tiste – chato

titujo – disjuntivo

tivo – anel

tizoã – titã

 tiager – tristeza

tiatel – caminho sem volta

 tiazola – incontinência

 tobemi – talento

 tobial – hábito

 tobulo – presto

90 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

tobur – oeste

tocpés – aspecto

toculo – oculto

 tofego – efeito

tojo – junto

tolago – tem algo por fora

toleque – esqueleto

tomivo – mosquito

tomur - antolhava

tonge – perto

torama  - erato

tórcan – pronto

 tordir – apertar

torkan – retornar

 toredi – direito

 torôco – arroto

 torpeio – propósito

torpu – gordo

torsir – render

toseu – esoterismo

 tósio – propósito

 tosua – assunto

 tôtra – anatomia

 totre – mercúrio

 toxefi – roxo

tozal – assunto

91 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 traf – atuação

trafar – obra

tran – na

transfér – raio

trapon – participar

 travakói – travado

 tre – frase

 trifei – vencido

tripo -  grito

trobir – cortar

trobuste – atrasado

trofila – fortuna

tropier – caminho da devoção

trotinar – pedir

 truba – bosta

 tualfa – flauta

tuipel – perpetuidade

tulado – adulto

tumbal – avaliação

tum – teu

tumoc – posto

tuotoras – tortuosas

tur - fim

 

 

 

91 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                               U

ubéu – burro

 uboto – busto

uci – pouco

ucitran – articulação

udecum – dedução

ufedo – defunto

ugárica – águia

uído – fluído

ulalor – dissolução

ulifar – influir

ulime – único

ulio – duplo

ulovéra – revolução

unindum – escolhido

urigem – eleito

urrega – guerra

urtil – curvar

uteti – arquitetura

utôpo – capítulo

 

 

 

 

92 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                          V

vadeta – cama

vahone – honra

 vaipás – avião

vairica – vaidade de riqueza

vaíto – travesserio

vajoca – cerveja

valiz – baila

vapri – pavão

var – costas

varéia – trevas

varemo – pior

varie – cadeira

varnal – gravar

vartilas – larvas astrais

vasai – casca

vasopo – reservado

 vator – relativamente

vatramas – trevas

vecone – incoveniente

vegrite – gravei

vei – deste

vejoíta – televisão

vênica – invenção

93 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

veniloso – engano

verbói – contra

verino – inverno

Vernon – aniversário

 verri – meras

vertas – cuidar

vertobo – sorvete

vetustin – Nioge que protege velhice feliz

vesumo – quem

vic – depois

vicava – havia

videmis – convidei

vifur – ter

vi-ier – análise

vion – noviço

 vipec – perceptível

visanir – passivo

vite – esse

vocabo – acerco

vocantil – inativo

volin – louvor

von – tua

vor – si

vorfel – fervor

vortrim – trovão (com chuva)

vosme – estrada limpa

94 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

votone – neto

vôtra – certo

 vozeu – equívoco

 vrêso – servo

vu – ele

 vusum – vosso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

95 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                 X

xadim – deixa 

xencho – sujeira das mãos

xetobua – ascensão

xetóla – alturas

xisbalto – elixir

xiêpo – peixe

 xilocó  - auxílio

xubro – churrasco

 xudon – bobo

xum - te

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

96 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                W

Wil – diversos

Wilder – poder

willon – inteligência

 wilter – Daimon supremo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

97 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                     Y

– sim

yobo – conhecimento do erbono

 yofigo – sinônimo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

98 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                  Z

zabetan – parabéns

zaburu – mégalo

zaca – casar

zamona – criatura

zamono – criação

zan – criou

zanis – pessoa desobjetiva

zapone – pobre

zapora – pobreza

zaquita – riqueza

zartum – trazer

zátema – matemática

 závelo – utilizável

zavir – escravizar

zebéu – bezerro

zebrina – dezena

zefaró – providência

zejana – donzela

zemat – moto

zeona – paz

zerição – predição

zeridar – predizer

zetá – ágata

99 - Primeiro Dicionário da Língua Atlante

zetói – inseto

zi – o

 zima – mesa

 zioca – coisa

 ziól – pos

zirei – dízimo

 ziróibla – rei do mundo

zivo – nariz

zoáter – santo

zoatério – santuário

zolo – uso

 zôrto – falso

zotar – benzer

zótero – pessoa objetica

zuneu – mau

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

100- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 

 

 

 

 

 

                        AGUETOS – NAITUM

                        (Português – Língua Atlante)

               

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

101- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               A

a – bu

abalo – lovau

abandonar – mesotror

abarca – carzeu

abeberar – pocári

aberto – despotrô

abismo – potror

abraço – bacal

abrir – ritlér

absoluto – sobalon

absurdo – busardo

 abundância – fartoci

 abstêmio – etibu

ação – forbau

acaso – sopi

acenderás – enedo

acerca – rerum

acervo – vocábulo

adiar – abru

acima – imaca

acontecer – tenocar

acordar - despetu

acrescer – liverir

102- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

acrescentar – acartin

açucareiro – diviro

adepto – deipono, tikauto

adição – idactar

admirar – raoz

adoção – donecau

adorar – ravedor

adultério – dulazin

adulto – tulado

adversidade – sivado

advir – artol

afastai-vos – enzota

afeição – camafeu

aflitos – itolfos

afunda – adumbás

 ágata – zetá

agir – si

agitada – atija

agitar – raonir

agora – riroga

agradável – ozir

agradecer – sageroc

água – anir

água-marinha – anir nirem

águia – ugárica

– oló

103- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

ainda – dizan, danda

 ajudar – radujar, danican

alavanca – plavum

alavanca - partum

alcance - seciei

alegoria – ególa

aleluia – oliléia

alem – omil

algarismo – moziro

algemas – emágias

algo – ofaé

alguém – lagué

algum – gunau

alguma – maja

aliança – atamem

ali – bafo

alienado – doavo

alimento – paratil

alma – lós

almoço – adisga

 alô – berô

altar – satlantave

alta – latif

alteração – cabute

alteridade - adivel

alturas – zetólas

104- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 aluno – mulan

ama a riqueza – lodizaque

 âmago – ragemut

amanhã – desco

ama o corpo – lodiretra

amar – targôs

 amarelo – oléri

amargura – gucói

ambos – simus

ambrosia – ritocel

amendoim – miodo

amigo intim

amo – mocur (Senhor)

amor – mecerus

amor celestial – mocober

ampulheta – pumalheu

análise – vi-ler

analogia – ginola

anatomia – totra

anel – tivo

 anel de descompromisso – retiver

angústia – rutian

animado – tadiotado

animal – moninos, oninos

aniversário – Vernon

anjo – nioge, rutái

105- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

anjo da justiça – miquehel

anjo da música – maromar

anjo da luz – hakiskré

anjo da piedade – llire

anjo do dinheiro – frembas

anjo do intelecto – quedái

ano – orzu

anseio – rusege

antecedente – brinel

anterior – azebri

antes – etái, azea

antiga – tigan

antítese – taíste

antolhava – tomur

antônimo – áplato

ânus – nuzum

ao – buzi

aonde – odeno

apelo – lepan

apenas – sapei

aperfeiçoar – roifas

 apertar – epavir, tordir

apetite – epivo

 após –opazi, paben

apóstolo – kisbri

aprender – bofer

106- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

aprendizado – dimerpal

aprovar – tevorpar

aquário – tequar

aquele – thedrér, kaluhu

aqui – luka

ar – retol

aranha – inhara

arauto – rusanjo

arcanjo – jancro

argumento – imeraguto

aritmética – catima

armadura – niosti

aroma – amoa

arquétipo  - bricepe

arqui – iura

arquitetura – utéti

 arrepender – eradumer

arrôto – torôco

 arroz – roza

arte – tendir

 artefeito – tenzaf

articulação – ucitran

artifício – socicra

asas iniciáticas – purintes

 ascendente – epcbás

107- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

ascensão – xetobua

aspecto – otaspe

aspirar – aripom

assaltem – sasine

 assassino – tifel

assim – nizon, mien

assistência – balerpante

assobio – biziu

 associar – sorair

assunto – tozal

assustadora – dorassus

astral – enreirrá

astrólogos – boréis

ataque – ruva

até – betam

 até logo – betam golo

atenção – tecil

atento – acorvu

aterrorizar – inostar

atingido – pedramut

atingir - imerar

ativo – ovitru

ato – talvo

atormenta – enxola

atração – traf

 108- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

aumenta – lirija

aumentativo – tamon, onzi

aura – rauava

ausência – senau, cod

automóvel – orrubo

autor – roíte

auxílio – xiloco

avaliação – tumbal

avareza – meciós

ave ( saudação) – sásdi, sat

avião – muzum, vaipás

avô – vonto

avó – vonta

azul - aluro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

109- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                     B

baila – valiz

baixo – rixiabe

baleia – elaba

balsâmico – tebocin

bandeja – banja

bandido – facídi

banheiro – orabuli

barba – rabéu

barriga – terri

barulhento – borubo

 base – ebasa

 basileu – semanrrá

bastante – sajeu

batismo – smorei

beber – erbar, etobir

beijo – ijobe

belo – aoz

bem – ierrá

benção – sanshabal

bendito – iebato

 benfeitoria – irradin

benvindo – iezine

 benzer – zotar

 110- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

besta – abói

besteira – tesba

bezerro – zebéu

bípede – pebilo

bicicleta – zica

 biguá – guabon

 biografia – argoni

 bisão – asibe

bobagem – megaba

bobo – xudon

boi – terôco

bola – rebeca

 bolacha – abi

bolo – olobe

bom – leci

 bom senso – rigem

bondade – leli

bonita – bita

bonito – bitec

borboleta – têla

bosta – truba, osvem

braço – acorbe

branco - ocbás

Brasil – Simondo

 brasileira – lirbo

 brasileiro - sendolo

111- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

bruxa – xabula

bujão – jabu

 bunda – ganumba

 burrice – irmibôbe

burro - ubéu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

112- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                   C

cabeça – tehoni

cabelo – nafun

caçada – ritor

 caçar – rotorar

cada – dane

cadáver – capano

cadeira – dêica

caderno – radeco, radelo 

calar – laber

calcanhar – raco

cálculo – lolau

calíope – epíula

 calor – roliva

cama – vadêta

caminhão – nizon

caminhar – andicar

caminho – retovê

 camisinha – ameque

canal – acil

canção – fraspa

câncer – récrio

caneca – edóca

caneta – pitéia

113- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

canos – socaívos

cansada – daranta

caos – nossá

capacidade – edica

capítulo – utopo

capote – tevum

capturar – lorpac

cara – arlec

caracol – acali

caralho – ralhoca

cardinal – dirac

carência – clabua

claridade – lôspa

carinho – horin

carne – inuta

carro – orraco

conta – rocel

carvalho – fetel

casa – zaca

casamento – atamen

casca – vasái

cascata – tasac

castanho – sacatan

 castigar – igavir

castigo – emagese

catecismo – catecane

114- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

cauda – afo

causa – sucal

cavaleiro – lavac

ceder – decin

celebrar – rainar

centenas – natecas

cérebro – eborelo

cerveja – vajoca

certas – aderas

certeza – ozate

certo – votra

cetro – ortilco

céu – cobertin

chá – avre

chacra – chaconi

chafurdando - - ifurdan

chama – amuzi

chamamento – nér

chamar – camunar

champanhe – parmache

chão – bulaca

chapéu – epoco

chato – tiste

chave – pomir

cheque – smorel

chinelo – onécio

115- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

chorar – ralepar

chumbo – bomuc

churrasco – xubro

chuva – avugede

ciência – decandi

 cilindro – barálo

cílio – bovin

cinza – alzema

círculo – ordro

cisne – nesoc

clamar – tacear

 classe – aloze

classificação – cafissa

classificados – acifes

clemência – karci

clio – liota  

cobra – bicra

cobre – beoc

cocana – anocin

cocô – frôlo

coerência – erôza

 cognocíveis – cigofa

 coisa – zióca

cólera – helôza

colérico – ocirei

colheita – mitrador

116- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 colocar – rotuze

com – omico

comando – rebor

começar – ramoc

comedores de merda – budron

comer – eromor

cometeram – eteba

comigo – omico

companheiros – paníolos

 companhia – panícula

companheira – paníula

compare – apoti

complexo – exope

composto – eseco

 compreender – deremoc, lfar

comprimento – meripeu

comum – imudoce

comungar – modim

comunidade – ausba

comutativa – tamuca

 cocepção – rapal

concerne – necôpa

 concupiscente – retevôlo

condição – idóve, pordic

condução de Tercuri – citópi

confessar – dizenir

117- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

confiança – inohel

confissão – dizenor

confirmação – desinire

confluência – fe

conconhecer – savinhar

conjetura – jecone, nocrate

conjuntivo – itujo

conjunto - itoléu, jonca

conquistar – ritorar

consegui – eguito

conselheiro – serocon

conselho – entênio

conseqüente – senoc

consciência – eidecan

consentimento – tinozol, nesno

consigo – osico

consistente – isetena

conspirar – mabelar

constituídos – itujados

consumem – surequim

contados – abétiles

contar – sezor

contemplar – raunar

contigo – ginoc

continência – priwil

continuísmo – mesmol

118- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

contra – verbói

contra-politica – depólita

contrariedade – natricon

conveniente – covézi

convergente – etegêvo

conversa – dervára

conversão – conierrá

convidado – dodêro

coordenador – apaso

corpo – ôpo

cor – brur

coro – robesno

corpóreo – cratér

corpo – retractam

correspondência – poconi

corrupção – purrote

cortar – trobir

coruja – ajua costas – var

cotovelo – levôto

coveiro – tavino

coxa – achoque

crápula – arcute

cratera – abibás

creme – tadrec

creme rinse – prunar

crença – ercane

119- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 crer – econhar

crescer – erecar

crescimento – emisco

criança – teblus

criatura – zamona

crisólito – itói

cristal – salda

 cruel – lecrur

cubo – aboto

cueca – ecua

cuidar – vertas

 cujo – jodel

culpa – aplema

cumprir – reiwil

cupidos – pidôcos

curiosidade – aduzora

curva - vaxime

 

 

 

 

 

 

 

 

 

120- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                 D

da – adi

dádiva – ofrivo

danadas – anândalas

dançar – brater

danceteria – tacedu

daquele –  ikaluhu

dar – titar

de – kói

debilidado – bilide

decadência - edameu

decidido – cidon

decifrei – ferdoc 

declaração – araciede

declinação – aniclede, cideca

declínio – inide

decreto – inpertri

dedo – dubo

dedução – udecum

 defecar – frolar

defeito – efedo

definível – feled

defloração – flocale

defunto – ufedo

121- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

degenerar – guacer

deitar – ratide

deixar – xadin

dele – bilbi

deles – elsum

demoninho – bernico

demonio – omedeu

dente – nedei

dentre – arinco

dentro – eit

depois – deope, siona

deprava – apreça

derrota – otacrea

derrotado – bacauzo

desafio – fasin, sefalo

desagregante – gresan

descarrego – barancote

descendente – oxebás

descobrir – buscar

desconhecido – cidone

desconsertante – codeso

desculpe – pecude

desde – solam, sige

desdém – dezerin

desejo – reter

desempenhar – prozer

122- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

desencarnar – nakarbe

desenvolver  - ovedrar

deserto - serkôro

desgraça – onodási, codas

designado – nagidon

 desinência – nebêto

desnecessário – asiko

descer – rixibin

desnudo – donico

desordenado – azoante

despacho – mecopa

despertar – samarei

despeito – pedan

desportista – loter

desprovido – ereme

desta – asedo

deste – vei

destino – teotur

destra – drua

destruição – terbete, sedeta

desunião – desaman

desvalorizado – nirose

detalhe – elal

detende - sacabrôr

detestam – matedi

Deus – Daishá

123- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

Deus do dia – Dielzoã

Deusa – Daishua

Deusa da noite – Dianri

deuses – pribóis

dever – mórki

devo – inper

dezena – zeduna

dharma – epcbás

dia – óruo

diabinho – desgutre

 diabo – desgadun

diadema – ocômeda

dialética – golan

diálogo – golante

diamante – mandiolo

diante – daibo

dicionário – nascídio

diferença – talugin befin

difícil – lidote, fimon

dignidade – igede

digno – nogido, nogigolo

diminuída – targinor

diminutivo – midote onzi (sufixo)

dinasta – tasani

dinheiro – frembazir

direita – torédi

124- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

diretor – tadi

dirigir – riber, ridamar

disco – sidoc

discrepa – parsida

discursivo – carbote

discurso – curido

disposição – sidizu

disputa – puva

dissolução – ulalor

ditames – setrivos

ditoso – eief

diurno – orudiu

diversos – wil

dividir – ividar

divulgadores – reifites

dizer – redoir

dizino – zirei

do – dru

dobro – bordus

 doce – elodin

doença – marbac, morbum

dogma – maguno

dois – siôdo

dolorosa – osorói, mafipe

dom – tebri

domador -  bodáier

125- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

doméstica – aiteda

domicílio – cimodói

dominações – tefirones

 donzela – zejana

doravante – avadoi

dor – fite

doutrina – donéfro

dragão – gabau

duplo – ulio

duração – adeza

durante – etmor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

126- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               E

e – Lou

edifício – obaide

educação – decantol

efeito – otifo, tofeco

egípcio – pecígio

ego – golmum

eis – dim

ela – avu

elas – eavu

ele – vu

elefante – alifan

elegância - galaméia

eleito – migen

elemento – penho

eles – evu

elevador – texafite

elipse – ezipel

elixir – xibasto

elocução – olebir

elogio – gilocleu

eloqüência – ineloquor

em – meb, fur, mor

embate – bamir

127- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

embelezamento – aozin

embora – obarem

embriaguês – brimavum

em cima – imaca

emergência – gixana

empatado – pamil

empatar – imeto

encaminhar – amidacar

encarcerados – cerôvos, êrzos

enchente – cheba

endurecido – endurido

energia – eitraf

enfeitiçado – tizado

enfermo – efrone

engajado – jadote

engano – veniloso

enquanto – otama

ensaio – sanitin

ensinamento – enomesano

ensinar – mesanar

então – natei, tar

entender – sarim

 enterrar – ravelbri

entrada – dartiu, darene

entre – rinca

entregue – guetado

128- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

enviar – mustur

envoltório – tiroste

época – garfói

equilíbrio – briquil

equívoco – vozeu

erato – torama

errado – dorrêro

errante – rapume, nobrór

erro  - zul

escada – decoma

 escocês – ocese

escolhido – uvindum

escravizar – zanir

escravo – benéfi

escudeiro – décus

escultura – entrol

 escuridão – dorivan

esfera – rotife

esforçar – fesor

esgotamento – atogem

esmeralda – laremesalda

esotérico – coséri

esoterismo – toseu

espaço – açozen

espada – látiga

espantar – napegil, timpes

129- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 espécie – sovile

espelho – peleque

esperança – iperanés

espessura – pebuzi

 espirais – arili

espírito – heiteme

esposa – amasta

esquecimento – descobrór

esqueleto – toleque

esquerda – adreu

esse – vite, oncu

 essência – glorei, jus

esta – seda

estabelece – betavin

estala – latéia

estacionário – nacarten

estado – dotezan

estanho – ateso

estátua – tatêsa

estar – telór, jusbrar

estender – limór

estimulador – miriad

estrada – darta

estrada limpa – vosne

estrangeiro – nobarar

estratagema – ginema estrela – rocif

130- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

estudar – dotir

estupefato – otafu

estudo – dotazu, bór

estupor – oterba

etérico – ocrete

eternidade – riê

ética – itéca

euterpe – trípia

eu – hu

eu não sou – elariju

eureka – ekareu

evangelho – ripôto

evitar – tabir

exalando – axevin

exame – mécoa

excelência – enêmia

excepcional – cexéu

excesso – osêgo

experiência – pexér

explicativo – peixivo

expressão – prexeva

extensão – texebom

extremo - erbim

 

 

 

131- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               F

faca – caspe

face – ecafa

fácil – lifo

 faculdade – edalu

 fada – edafa

fadinha – edififa

falar – reder

falsa – salafe

falso – osafo

falta – ilafa

família – limália

fantasia – seanfóia

fantástico – cotivel

fatos – taruxes

favor – ovafe

favorável – nandi

fazer nascer – barzir

– enxehel

fechada – daletada

fechadura – chôite

fechar – daletar

fecho – sotabe

fedor – dilone

132- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 feia – aiefi

feio – iéfi

feios – iefoc

feijão – ijefe

feliz – macezo

 feminino – miméfis

fenômeno – terrovar

ferido – irefano

 ferro – orfér

fervor – vorfel

festa – têfa

figura – aguréfa

fileira – arifela

filho – brirei

filósofo – intifel, lodinósci

 fim – mafo, tur

fina – inafe

final – rétia

 finalidade – dazim

financiadores – goventos

fixo – oxife

fixou – saxife

flato – deivo

flauta – tualfa

fleumático – citacór

foi – gér

133- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 flor – rôtra

fluido – diulo

fome – emofa

fonte – geran

foram – jubrin

 forma – hesaf

formiga – mifa

formosa – hesalo

fortuna – trofila

fragrância – gangarfa

fraqueza – equara

 frase – erasa

freio – reféu

 frente – etifu

 frio – ôfro

fruto – promono

 fumaça – amuço

fundamental – lantéu

fundar – randur

fúrias – rutifes

furor – rubremo

futuro – descocérim

 

 

 

 

134- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               G

galinha – licona

ganso – nesto

garfo – foifo

gás – sabi

gasolina – digotam

gasoso – osago

gato – fetêbo

gelado – danina

gemido – odivei

gênero – onegan, enero

gênese – nacedeu gênio – nioge

 geometria – erdostal

geração – basier

gerador – rogerqam

geralmente – larego

gigante – etange

girafa – faril

girante – narinte

glossário – elório

gordo – torpu

gostoso – sati

gôta – atoga, drêto

governar – ragobrir

135- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 graças – dáspuris

gradação – adara

grama – mauele

gramática – macati

grande – maigran

grandeza – maigrin

gravar – varnal

grito – trito

grossa – assor

guarda – paguar

guarda-roupa – raup

guerra – urrega

guia – apier

gula – denolasta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

136- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                H

habitada – salagan

hábito – tobial

harmonia – emoranda, marmol

haverá – revaré

havia – vicava

herdaste – teduste

higiênico – givane

hino – rofae

hipótese – racépe

história achada – framuga

hoje – joherei

 homem – epébio

homenagem – amemi

honra – adéra, vahone

hora – ronte

horóscopo – cósporo

hostes – séteres

humildade – edadil

 

 

 

 

 

137- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               I

idade – ediva

idéia – inipartinte

identidade – eugon, tidai

 ignição – givolta

 ignorância – norióla

ignorante – nogito

 ignoto – ninia

ilha – taliz

 ilimitado – otini

ilusão – gedum

imagem – brinirim

imanente – eijus

 imenso – sevico

 imitar – atomir

imobilidade - bilin

imoralidade – desgraten

 imóvel – adlesér

impaciência – indecandi, acimpe

ímpar – arimpo

imperecível – iperel

imperial – onorpan

 impiedade – inire

impiedosa – mardor

138- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

ímpio – opimire

 impoluto – purolim

 importante – porê

impresso – sórpe

impotência – norráia

imutável – levantum

inativo – vocanil

incomodo – goir

inconsutil – ituni

 incontinência – tiazóia

incoveniente – vecone

indeciso – tacir

indefinir – tafirá

indicador – rocadil

indicar – dicala

indigno – nidoja

individualidade – ividin

 indivíduo – ividor

indizível – zivine, tádia

indução – codicum

indústria – sutri

inércia – natrin

inexprimível – aluléu

inferior – rixiabe

infinito – initól

inflamar – inobratar

139- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 influir – ulifar

 infração – arfil

iniciação – inesprinal

início – cioneu

 inimigo – tadedum

injúria – juvinas

 injustiça – tagenta

inseto – zetói

insight – tikartu

inspiração – ier dos ier

 instância – siata

 instinto – idol, sitin

instrução – hamucel

integral – graten

intelecção – patruva

 intelecto – patrulhante

inteligência -  patrulhata

 inteligente – joreno

 intermédio – perevu

intérprete – erpinte

interroga – ogata

interuptor – puvini

inundar – nadorur

inútil – kêrto

invenção – vênica

inveja – nogezoé

140- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

inverno – verino

invertido – tindôro

 investido – ivetumi

invocação – oroma

ir – jál

irascível – nifanejo

irmã – narica

irmão – napoprin

irracional – nolatus

 irreal – nitefra

 irregular – gural

isento – nesit

isto – divo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

141- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               J

– ago, obi

jamais – imajo

janela – ajava

jáspe – jélu

jelho – ejol

jogado – adijo

 jornal – narjom

juízo – gento

 julgamento – emagui

 julgar – giledir

junto – tojo

juntos – irin

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

142- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               K

kósmica – átrica

kundalini – danuk

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

143- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               L

– kalu

lábios – ibione

labirinto – birito

laceres – ecava

lado – coido

lagoa – ogala

lágrima – amirgal

lançar – salan

lar – ralom

laranja – garuja, anjal

larvas astrais – vartilas

leão – garle

legar – piritar

lei – tedôto

leite – tielo

leito – etanvi

lençol – lonen

leva – cavu

levantar – aniléu

levante – banvalo

levar – ramur

leve – pevel

levianamente – ralet

144- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

lhe – lói

liame – améque

liberal – larebil

 liberalidade – adibeli

liberdade – efrali

libertar – efralar

libido – dibol

licor dos deuses – brocor

limite – etabe

lindo – dolti

língua – nait

linha – ahel

líquido – uido

litro – riloto

livro – orvilum

lógica – gagefanba

logos – borimis

longe – gazil

longo – olum

louco – bolico

loucura – pumfur

louvor – volim, rovuo

lua – princeni

 lugar – gecar

 luminoso – brilhorum

luta – ruva

145- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

lutar – helobar

luxúria – declozór

 luz – brilhór

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

146- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               M

macaco – égomar

magia – fantro

magistratura – sasuzóe

magnanimidade – namagum

majestoso – glocerus

maldade – alunioni

 maldição – idalame

maligno – galomeu

mamica – tiroca

mandala – ladislol

mandamento – mentôvo

 maneira – Dara

manteiga – gaméia

manter – folec

mantra – namartan

mão – sota

mapa – pomul

maravilhado – avuzo

maravilhoso – solhom

marco – cocran

mas – azan

 máscara – carâmula

masculino – ofíris

147- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 massa – akone

masturbar – masbolo

matar – felher

matemática – zátema

matéria – lastí

matriz – gertra

maturidade – aditum

mau – zuneu

máximo – omixa

me – zer, fus

mecenas – saceneu

médico – terrái

medida – dimal

meditação – metrato

medo – oime

melancólico – caneleu

melhor – rotumo

menina – gerimena

menino – logimeno

menino inteligente – merê

menor – irona

mensagem – inevél

mental – laméu

 mentira – nirata, ritema

meras – verri

mercê – cermis

148- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 mercúrio – totre

merecer – ceremir

mergulhar – guvobe

mês – emuso, retiór

mesa – zema

mesmo – seimo

mesquinhez – pemeu

mestre – sasuli

metade – idalezi

metal – erdai

método – domul

meu – mum

micro – rocal

mijar – ivucar

mil – lorte

milagre – fizol

milhar – lhadin

mim – hupa

minha – mua

 minuendo – edomi

miolo – loíto

miséria – azimom

misericordioso – merceluz

missão – epekói

mistério – sonesfrin

mistura – loskói

149- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

modo – daru

momento – nemono

moral – kimór

morcego – egôrto

 morte – shacel

mosaico – ciazon

mosca – acizoné

mosquito – tomivo

mostrar – shovai

moto – zemate

motor – rotoal

móvel – evomo

mudança – adumol

mudou – caila

muito – otim

mulher – sórur

mulheres-pássaros – atéboras

 multiplicar – italum

multitude – tileu

mundo – mizôro

musa – suama

 música – fraspel, camusir

 

 

 

 

150- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                      N

na – tran

nação – camandere

nacionalidade – adilan

nada – otona

não – tadle

não-sol – tadlerê

nariz – zivo

nascimento – raiezo

natural – larin

necessário – sasin

 necessidade – mercerei

necessitava – ecassitan

negar – regorir

negócio – gópuli

nela – oavu

nem – odiu, muto

nenhum – ozeda

neto – votone

neutro – otagem

ninfa – afiana

ninguém – opamé

no – evi

nobre – erbono

151- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

noção – canéu

noite – etif

noivado – dipalon

norte – rolive

nos – ehu

 nosso – oste

nota musical – obter lasido

notícia ruim – nártula

noturno – rotrelif

nova – cavin

novamente – neron, rudon

noviço – vion

nu – obiu

numeral – zabêto

número – abêto

nunca – sureu, acza

 

 

 

 

 

 

 

 

152- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                    O

o – zi

obedecer – debéia

obediência – dibedol

objeto – oteiro

obra – opan

obrar – trafar

obséquio – leidom

obstáculo – tasubo

obtive – botel –

oceano – polto

oclusão – socojan

oculto – toluco

ocupados – paruc, dopuc

ódio – kie

oeste – tobur

oferta – shadái

oh – bo

óleo – leolo

olho – balerpe

ombro – broco

onde – debican, debur

ônibus – buzim

ônix negro – eik orge

153- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 ontem – onamo

opala – lapal

operação – rapeoro, perivo

operar – perodir

opinião – pinuva

ora – axi

oração – oraza

oração para Riô – orarrô

oração para Sari – orassá

oráculo de Glusa – exprante

 oráculo do Sulame – exprate

oratória – irotái

órbita – tabiró

ordem – medrór (sacramento)

ordenamento – anedro

ordenar – zoentar

orelha – lêla

organização – dagoni

órgão – gratom, igazo

oriente – teromar

origem – megum

ornamento – menaro

ortografia – gratoro

osso – tispa

ostentação – desverói

 ótimo – oboti

154- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

ou – nusi

ouro – rodro

outra – tarbou

outro – rotuo

ouvido – ôdo

ouvir - gerrar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

155- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                      P

paciência – icampe

pacto – nemal

padrão – mopade

padrinho – adric

padroeiro – berêbo

paixão – mecectram

 palavrão – nixiléci

palhaço – alapovo

palma – lapau

pão – aôpo

papel – peva

papel higiênico – lepopo

par – ripo

para – obrar

parabéns – zabetan

parcela – lacrune

 pardal – daco

pareceu – anilec

parêntese – serepa

parte – etrap

participação – apilete

participar – trapon

partida – tabrina

15- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

partir – brinin, raprer

partível – rap

parto – tibri

passado – isfite

passante – destôso

passar – atici

pássaro – atêbo

passivo – visanir

passo – destô

patente – etabo

pato – ipon

pavão – posão, vapri

pavor – ravapo

paz – zeona

– sempro

pecado – desgamen

peço – cobi

pedido – idepo, odirol

pedir – trotinar

pedra – sarfi

peidar – deivar

peito – otispe

peixe – xiepo

pela – seva

pele – si

pelo – sevo

15- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

pena – dogese

penadas – empôdras

 pênis – simpo

penitência – nêteca

penoso – opefo

 pensamento – exclurei

pentelho – etelpo

penumbra – bamum

pequena – puneke

perceber – sumahif

perceptível – vipec

perdão – respur

perdedor – edilu

perder – deibin

perdição – osirba

perdido – is

perecível – eripe

peregrinação – anigre

perfeito – mudeg

pérfido – frideno

perfume – lampérf

pergunta – agutra

perguntar – gumbér

perigo – gopato

período – irode

 peridiocidade – ditevo

158- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

permanecer – precér

 permissão – entreone

permitir – tiriveu

perna – narepa

pernilongo – gonelo

pérola – lavol

perpetuidade – tuipe

perpétuo – detér

perseguição – norreto

perto – tonge

pesado – adeson

 pescoço – ispe

pequisa – quisepo

pessoa – sepova

pessoal – sepone

piada – dapia

piano – lecanto

pineal – lenaip

pior – varemo

pirâmide – amidripe

piscina – anic

planar – puntolar

planeta – atenalpa

 plano – sonjo

plantar – mesif

plantas – semafas

159- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

plenitude – sanfrontin

pluralidade – adaril

Plutão – Raz

pneu - enope

pobre – zapone

pobreza – zapora

poder – wilder

poente – capôlo

poesia – siope

poeta - silópico

pois – sipoe

política – itilôpa

político – adezin

ponte – estel

por – oipe, avan, fobo

porção – carope

porco – pocruto

porque – cune

porta – fegela

portanto – taburte

português – aguetus

posição – isop

positivo – ovitiso

possante – dersol

possível – siporo, iséi

posto – tomuc

160- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

potência – raier

pouco – uci, cuplo

pousada – asuopa

 povo – maval

praga – agrape

prata – arpat

praticar – atirpar

prato – arpo, atil

prazer – tatás

preço – tecól

preconizar – niprede

predicado – cardire

predição – zerição

predizer – zeridar

preenchido – sofroke

preferida – diratol

pregação – rikem

pregador – riquerum

premio – bardi

preocupo – coêta

preparar – parkan

presidenta – depranta

presente – irgitô

preso – êrzo

presságio – britlige

presto – tobulo

161- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

presunçosa – susapra

prima – amirpa

primavera – anirvel

primeira – mútia

princípio – maséu

prisão – oasiba

princeni – lua (princesa)

privar – crebeu

procede – edecopra

procissão – assicor

proclamação – tarac

prodígio – nelmec

profanação – korjaca

profano – korgikói

professor – rozêfo

profeta – epekói

profetiza – martier

profunda – aribo

promessa – sermopa

prometer – meirar

pronome – pesuli

pronunciada – raíque

propaganda – agapor

propício – pirope

propósito – tósio, porpôto

propriedade – edopril

162- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 protegido – giterôpo

 prova – avorpe

proveniente – evorbe

providência – zefarô

próximo – ixorto

prudência – cidero

público – blipo

punho – inica

purgatório – gapureu

purificação – irípula

puxar – churar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

163- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                 Q

quadrado – draniu

quadro – adrodo

quais – auteuc

qual – tar

qualidade – adilan, dadila, ilupel

qualquer – equél

quando – doven

quantidade – datil

quanto – nauvi

que – bertre

quebrar – tetrabér

queda – berade

queijo – joquedo

queimar – avazei

quem – veumo

querer – hélbri

quero-quero – mavéro

quilo - lover

 

 

 

 

 

164- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               R

raça – caçor

raciocínio – atéfro, embiri

racional – látus, ocicar

radical – caméu

 raio – transfér

rancho – chonar

rapidamente – damereu

 rápido – radino

real – tefra

realidade – tefrada

realização – finec

realizar – lizoni

receita – taido

receita iniciática – taicrau

recomeçar – emocrér

recomendar – mecopar

recordar – describan

redemoinho – iblepral

redenção – retérbri

redimente – melmere

redução – acuta

refletir – corintar

reflexo – oxefrin

165- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 refurtada – atrawil

regaço – ocegeu

regente – neterei 

região – aigéra

regidos – girefos

rei – axodró

reino – efraóz

rejeição – cotrol

relâmpago – ferum

relativamente – vator

relógio – lajôlo

remédio – dimono

remontam – morévan

remover – omerar

render – torsir

rente – enêzo

repleto – sonfro

réplica – carél

repouso – fluribal

representa – serpela

reprodução – ducapror

répteis – perivelas

reservado – vasôpo

 resgate – etágre

resolver – lodivar

respectivas – pecvaras

166- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

respirar – oxires

responder – inorer

restaurante – tauban

restrito – orteu

resultado – lutape

retirados – tiveres

retomar – torkan

retórica – aciréva

retornar – nedar

retorno – torkau

retrato – otarec

retrógrado – agrote

reunião-monandista – terlípa

reunião – irinuson

revelanda – rredando

revigorar – tiuzar

revolta – arfitelo

revolução – ulovéra

rezar – rabizo

rico – colum

rinoceronte – orote

rio – guarim

riqueza – frembado, zaquita, razima

ritmo – tirau

roda – bartara

rolando – alberofon

167- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 romance – namôce

romper – epodir

roncar – racon

rosa – odala

rosário – razírio

rosto – sôtro

rotação – catora

roteiro – terol

roxo – toxéfi

rubi – ibiu

rumo – omur

ruptura - petur

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

168- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                 S

sabedoria – noscérim

saber – rebasto, eubaze

sabiá – bisto

sábio – intlige

sacerdócio – ramere

sacerdote – irbane

sacerdotisa – ankisla

sacramento – mocrase

sacrificar – cacrir

safira – arfi

sagrado – dragás

saída –asida

sair – ressér

sal –dase

salgado – galodo

 sangue – genif

sangüineo – guisanon

santidade – térmri

santificação – zoateria

santo – zoáter

santuário – zoatério

são – orobi

sapatão – pazum

169- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

sapato – tarraspak

sapo – pasi

satélite – rinái, etálito

satisfaça – afican

saúda – aduava

saúde – égotar

se – fon

seco – mardo

seda – deze

sede – idim

seguir – etrás

segundo – silôdo, lhorbris

sejam – tibrim

sejamos – jusbor

selo – levon

sem – deser

sem cheiro – olido

semear – serepar

semelhança – alemica

semelhante – anilec

semente – serep

sem espírito – ninhete

sempre – marrus

sem valor – nirose

sensação – atarol, sasen

sensível – etegil

170- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

sentar – netir

sentimento – mosér, tenti

separada – darape

separar –darepar

sepulcro – orcúpedo

seqüencia – eudas

ser – jusitibri

serena – erisan

série – irésa

serpente – nerpeste

servir – ribar

servo – vrezo

seu – sum

sexo – oxar

shampoo – funpur

si – vor

significado – doginer

significar – ofigir

sílaba – bevo

silêncio – barliw

silencioso – ruban

silfos – retólicos

silhueta – izuta

sim – moi

si mesmo – evo

simples – pléxa

171- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

simultaneamente – lumos

sinal – lani

sistema – etistel

  – nil, etof

sob – nimbro

soberania – emantrei

soberbo – garom

sobrancelha – lerpe, cemoso

sobre – embro

sobrenatural – erlarute

sobretudo – odureba

social – aimafo

sofá – fesiu

sofre – erfói

sofrer – efrezói

sogra – vagosa

sol alado – angrei

sola – aloso

sólido – odibe

soltar – atliar

som – mós

soma – amize

sombra – arbino

sombria – minsucábril

somente – mesóki

sonho – bonei

172- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

sono – dilharim

sopa – pocó

sopro – limpur

sorte – etrosa

sorvete – vertôbo

sozinho – obrito

suave – evans

sub – emi

subir – texadrar

subitamente – atibeu

sublime – mubil

submisso – imobuso

subsistência – liótis

subtração – sonitar

 suceder – tenove

sucessão – cezal

sucessivo – cezal

sucesso através do ser – suprincer

sufocada –ombôxa

sujeitar – bazir

sujo – ojus

sul – usuve, luson

superior – ripusa

súplica – acafái

supra – lime

surgir – givus

173- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 sutil – loíto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

174- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               T

tábua – buata

tal – bier

talento – tentol

talhe – latôto

 tamanho – mabune

também – laris

tampa – potu

tapa – apeto

tardar – orati

te – bir

telefone – ofoneto

 telesma – amestéi

televisão – vejoira

temeridade – damerite

temor – lepôtro, merovo

temperado – lico

temperamento – ortomud

temperança – arepem

tempestade – dezanir

tempo – dezade

tenebroso – broseu

tentação – satene

teogonia – pridai

175- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 ter – vifor

 termo – mozim

terneiro – ireto

tera – recebistal

 tesoura – metora

tesouro – oresete

testa – sebir

testemunho – onometum

teto – ôte, otape

teu – tum

tico-tico – bin-bin

tio – renin

tirar – racar

título – olube

toalha – ilate

toda – fradiza

todavia – ovidi

todos – fradotés

tomada – amoxe

tomaste – amili

topázio – cocir

tornar-se – ansfór

torno – oriz

torto – taredi

tortuosas – tuotóras

tortura – krôza

176- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

total – frada

trabalhador – musagil

trabalho – obarim

 trans – san

transar – redofar

transcendente – onilajus

transgride – igarfa

tranqüila – quaba

trânsito – nartim

trás – sartiu

travesseiro – vaito

trazer – zartum

trem – êrfo

tremor – irtace

trevas – varéia, logizul

triângulo – gulário

trigo – irto

trinco – ircote (maçaneta)

tristeza – tiager

triunfo – fotrin

tocar – cartim

tronco – norvor

trono – cotron

tropêço – pêrvo

trovão – vortrin (com chuva)

trovão – tarim (sem chuva)

177- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

tu – dró

tua – von

tubarão – detôbo

tudo – if, dofe

turquesa - ruzam

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

178- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

               U

ultraje – jula

última – maite

último – omil

um – mut

unânime – irinuzin

unção – idatér

ungir – rigun

ungënto – tesafite

 único – ulime

unidade – adinutre

universo – atrawil

urano – aôr

ursa – rasum

urso – soru

usar – aru

uso – tripo

útil - lipe

 

 

 

 

 

 

179- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                 V

vaca – eilóca

vagina – anigava

vaidade – retadle

vaidade  (de riqueza)  – vairica

valor – ronse

vapor – nibo

varão – ravane

variedade – edaráua

 vas – sifas

 vaso – savote

veia – poré

veio – jéli

vela – levale

velha – alêva

 velocidade – adicol

vem – laja

vencedor – deloé

vencer – recuel

vencido – doveno, trifei

vendedor – mercafer

veneno – onesce, norbum

vento – ertrante

verão – oréva

180- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

verbo – exprimitudo, bortéco

verdade – aderei

verdadeiro – jaderei

verde – redelo

vereador – danacane

vergonha – averoé

vermelho – revito

verossímel – aderético

verso – soreu

vestir – riteve

vez – fali

via – aiva, aivum

vício – anini

vida – regenerata

vigília – gílica

vinda – dáfria

violenta – neloran

violeta – atel

vir – renir

virgem – magriva

virtual – partec

visão – gedum

visitar – itadir

vital – lativo

vitória – rotivália

vitorioso – rovato

181- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

 viver – ivorir

vivo – solerrá

voar – plavum

vocação – etefrói

vocativo – ovibol

você – oluê

vontade – amestel, mitate

vós – edró

vosso – vusum

voto – tarvin

voz - rarir

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

182- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                                                     X

Xenofonte - Efoxeno

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

183- Primeiro Dicionário da Língua Atlante

                                         Z

zênite – apogin

 zona - anoza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

184- Primeiro Dicionário da Língua Atlante